O atual cenário político reservou aos brasileiros mais distraídos algumas surpresas que nem em sonho poderiam ser imaginadas. 

Aos mais atentos, estamos falando da união nacional entre PT e PSDB. O grosso da massa popular pode ver essa união como uma grande surpresa, mas quem vive de política e domina essa ciência saberá que o PSDB é um partido de esquerda tanto quanto o PT. Sim! Ele é historicamente de esquerda e ficou adormecido em uma neutralidade fisiológica enquanto disputava eleições nacionais contra o seu irmão ideológico PT. 

O PSDB enganou milhões de brasileiros ao longo dos anos, por estes acharem que o comunismo e o socialismo estavam fora de questão ao votar em candidatos da legenda. Agora você poderá ir mais além... Os brasileiros que contam o governo do PT como o ponto de partida para o início do fim, já pode voltar um pouco mais no tempo e colocar no balaio os governos do PSDB. Pois todos são filhos da mesma mãe!

Agora, os inimigos de outrora estão sentados juntos, de mãos dadas para sonhar com uma nova aurora dentro de suas ideologias socialista/comunista. Eles estão sangrando os principais pilares da sociedade, família, pátria e liberdade daqueles que não querem mais saber de dividir o suor da labuta com aqueles que nada fazem pelo, mas tudo querem do estado.

O nascer do sol que antes era visto pelo quadrado de uma cela na carceragem da PF em Curitiba, parece não ter ressocializado aquele que lá foi posto para pagar por seus crimes. Muito pelo contrário! De lá saiu bradando ser ainda mais puro do que o próprio Deus e mais verdadeiro do que as promessas do Senhor. O encantador de serpentes, como disse o Presidenciável Ciro Gomes, parece ter encantado a marionete tucana.

Não gosto de citar Nietzsche, mas essa frase demonstra o quanto estamos indo na direção errada, pois antes mesmo dessas figurinhas nascerem a classe política já era comprometida com seus próprios interesses. "Um político divide os seres humanos em duas classes: instrumentos e inimigos." Qual deles você é? Não há como não ser ou não estar em uma dessas duas posições.

Mas ao mesmo tempo em que Nietzsche nos oferece essa reflexão, Maquiavel diz que; "em política, os aliados de hoje são os inimigos de amanhã." E para não inverter a fala de Maquiavel, e em busca de uma inspiração divina para a imoralidade de algumas alianças, já teve até gente usando a Bíblia para justificar as aproximações políticas outrora inexplicáveis. "Se a nossa maneira de viver agrada a Deus, ele transforma os nossos inimigos em amigos." Provérbios 16:7

Deixando a blasfêmia de lado, creio que o seu cérebro tenha bugado com essas informações e as péssimas justificativas utilizada para cumprir o escuso propósito eleitoreiro de algumas uniões político partidárias que claramente querem impor aos brasileiros o comunismo e o socialismo em sua versão "caviar".

Poucos são os brasileiros que podem olhar nos olhos da serpente e não ceder aos seus encantos. Imagine como anda a cabeça de muitos eleitores que são bombardeados com tantas mentiras e já caíram em seu encantamento. 

É preciso rememorar fatos dos desmandos petistas para ajudar outros brasileiros. Mas ainda precisamos de um antídoto, tal como uma vacina, esta, eficaz para que o Brasil não seja novamente envenenado pela esquerda. O nome dela? Bolsonaro!

Créditos da imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil