O ex-presidente Lula sempre está em contato com sua base em Brasília. Nas últimas conversas com o pessoal que delibera por seus estados aqui no quadradinho e conhecidos como os traidores da mulher que estocava vento, a coisa não estava tão promissora.

É notável o esforço da ala emedebista que quer recuperar os laços do passado com o chefe dos vermelhos. Essa querência é defendida de forma passional por Eunício Oliveira (MDB), que ao declarar o seu amor quase eterno ao ex-presidiário, diz que o partido seguirá rachado em torno da candidatura de Simone Tebet à sucessão de Bolsonaro, está, defendida pelo presidente nacional do partido, Baleia Rossi. 

Simone é uma boa senadora e tem trabalhado de forma séria e dura em Brasília, mas temos percebido que ela até quer desistir da disputa, mas o fogo no quadradinho entre os vaidosos emedebistas parece ter ilhado a senadora.