O ataque aos preços dos combustíveis vai começar! O nosso presidente  conjunto com o presidente da Câmara Arthur Lira irão trabalhar arduamente na agenda econômica voltada para o reequilíbrio dos preços dos combustíveis e do gás de cozinha, também será prioridade do governo o Auxílio Brasil e reajustes no Orçamento para obras em 2022.

As conversas começaram há cerca de três semanas, com a participação de Ciro Nogueira, chefe da Casa Civil e presidente licenciado do PP.

A coalizão ainda promete resolver nos últimos 80 dias de 2021 alguns problemas que constam na agenda governamental há pelo menos 48 anos. 

O CAMINHO PERIGOSO APRESENTADO AO PRESIDENTE - Foi a saída mais fácil e anteriormente adotada por outros governos, a do subsídio emergencial, este, bancado pelo caixa da Petrobras, onde reconhecidamente se fazem e desfazem governos. 

O problema dessa "medida emergencial" é reviver um sábio conselho do general Ernesto Geisel, presidente da estatal na crise do petróleo de 1973: “Se for assim, a Petrobras vai ficar sem caixa.”

Se a empresa quebrar, nossos problemas com preços de combustíveis no futuro serão muito maiores. As autoridades devem sangrar os cartéis para que o povo consiga reagir através do trabalho duro e árduo!