"Se ficarmos fracionados, não teremos uma terceira via. Teremos Lula ou Bolsonaro sucedendo a esse governo, o que seria um desastre", falou o governador de SP. 

O discurso é de um homem derrotado antes mesmo do pleito. Dória não tem lastro político nacional e vai caindo também na preferência dos paulistas. Lula não vence Bolsonaro neste cenário mencionado por Dória. O sonho de vitória petista esbarra no povo que quer o mito em 2022.

A terceira via está pulverizada e mostra a fragilidade das pesquisas que apontam Bolsonaro em terceiro lugar. Assim como ocorreu em 2018, será em 2022! Veremos mais uma vitória do "Presidento" e o choro comunista será livre.