A CPI da Pandemia ouve nesta quinta-feirta (15/7) o representante oficial da Davati Medical Supply no Brasil, Cristiano Carvalho. O empresário está sendo questionado acerca do suposto caso de propina envolvendo a compra de vacinas AstraZeneca contra a Covid-19. Carvalho está entregando aos senadores todas as provas que possui sobre o encontro com Dominguetti. De acordo com o empresário, a participação dele nas tratativas para o negócio bilionário começou no início de fevereiro com telefonemas feitos a ele por Roberto Dias, então diretor de Logística do Ministério da Saúde.