O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o senador Ciro Nogueira (PP-PI) se reúniram hoje em Brasília para sacramentar os termos da reforma na composição dos ministérios e a nova era na articulação Política do governo. A expectativa se tornou realidade e o parlamentar, presidente nacional do Partido Progressista e um dos líderes mais influentes do Centrão, foi de fato confirmado como ministro-chefe da Casa Civil.

O senador Ciro Nogueira (PP-PI), aceitou a missão de forma oficial, mas o aceite oficial na Casa Civil, dependeeu de uma condição, pois o senador colocou sobre a mesa de negociação com o presidente Jair Bolsonaro uma espécie de cheque em branco para atuar em nome do governo com o Congresso, Judiciário e partidos. 

Nogueira quer mais leveza na articulação Política e colocará em prática o distensionamento do Palácio do Planalto com as instituições. O modelo que o senador colocou na mesa de negociações com o presidente, será algo novo no governo. Anteriormente os militares eram responsáveis por todos os setores da articulação Política do Planalto, mas a falta de habilidade com o Congresso gerou certo desconforto beirando o desgaste e perda de capital político, mas que será prontamente corrigido com a chegada de Nogueira. A política pura e experiente está de volta ao Planalto e isso poderá levar o presidente ao sonho da reeleição. A articulação Política é a chave para o pleito de 2022. Mas uma pergunta fica no ar! Nogueira será melhor que os antecessores? Talvez, tendo em vista que os perfis de quem já ocupou o cargo no atual governo. A articulação ganhará mais força no congresso e isso é fato!

Extra - Já aguardamos a possível volta do presidente Jair Bolsonaro ao PP - Partido em que permaneceu por 11 anos - um fato que terá grande repercussão na política nacional. Aguardem!