A 7a semana de depoimentos chega nesta terça-feira com a presença do ex-secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Campelo, que presta neste momento (15/6) depoimento à CPI da Pandemia. O ex-secretário fez questão de exaltar o amor da família e sua dedicação ao trabalho e missão como secretário. O longo discurso do ex-secretário só serviu para deixar ainda mais nervosos aqueles que querem a cabeça das autoridades amazonenses servidas em uma bela bandeja. O foco principal da CPI será a crise da falta de oxigênio no estado e a utilização dos recursos federais. Também serão tratados detalhes como o papel do Ministério das Relações Exteriores na crise e o prazo entre o pedido de ajuda durante o colapso da saúde e a sua efetivação. A CPI pretende esclarecer também o debate junto ao governo federal sobre a necessidade de intervenção federal no estado.

Devemos lembrar que Campelo já foi preso por motivos ligados a supostos desvios e má gestão de recursos federais enviados ao Estado. Estaremos diante de um dos depoimentos mais aguardados da CPI, pois este, certamente jogará ainda mais gasolina em um fogo que já arde no Amazonas. Entre amigos e inimigos a campanha eleitoral amazonense já iniciou os trabalhos a partir do depoimento desta manhã.