A Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemia colherá nesta terça-feira (25/05), quarta semana de atividades, o depoimento da secretária de Gestão do Trabalho e Educação do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, apelidada pela oposição de "Capitã Cloroquina" por defender o medicamento utilizado por boa parte dos médicos no tratamento em fase inicial da Covid-19.

Após pedido enviado ao STF, Mayra Pinheiro conseguiu um habeas corpus parcial. O ministro Ricardo Lewandowski, que inicialmente negou o pedido da secretária, a autorizou a ficar em silêncio quanto aos fatos ocorridos entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021. Para as demais questões Mayra deverá depor sem restrições.

Imagem: Jefferson Rudy/Agência Senado