O Senado aprovou em primeiro turno, na noite dessa quarta-feira (3), a proposta de emenda à constituição conhecida como PEC Emergencial. O segundo turno será votado nesta quinta-feira (4).

A matéria permite o recebimento de outras parcelas do auxílio emergencial, além de prever o acionamento de gatilhos para o reequilíbrio fiscal quando a despesa obrigatória ultrapassar 95% da despesa primária total. Falta ainda a análise do texto em segundo turno pelos senadores, marcada para às 11h desta quinta-feira (4). Só depois a matéria será encaminhada para a Câmara dos Deputados, onde também terá de ser aprovada em dois turnos por no mínimo 3/5 dos parlamentares (308).