O embate entre governadores e governo federal continua. Ao invés de buscar uma união, (os governadores que já pensam nas eleições de 2022) querem lançar um plano para conter a alta de casos de coronavírus em todo o país, quando não conseguem nem mesmo gerir a própria crise. Claro que a manobra tem um viés mais de palanque político do que uma preocupação genuína com a saúde da população.

É correto afirmar, que o país registrou recorde de mortes na primeira semana de março por conta das variações do vírus, mas os governadores de muitos estados não estão considerando os fatores científicos e nem mesmo estão conseguindo conter sua população. O que foi feito com recursos já destinados aos Estados? Um tema que eles não gostam nem de comentar!

Até quando os Estados irão buscar os dividendos eleitorais coletados com a morte dos brasileiros pela COVID? Tenho até medo de como serão bizarras e macabras as campanhas eleitorais e os ataques em 2022.