Preso desde 16 de fevereiro, o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) foi agora poderá cumprir pena em sua casa, com tornozeleira eletrônica e uma série de restrições. O parlamentar saiu da prisão no último domingo (14), após decisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal).

O ministro negou o pedido de liberdade provisória feito pela defesa do parlamentar e estabeleceu uma série de restrições a Silveira. O deputado só poderá exercer o seu mandato na Câmara de forma remota, não poderá deixar sua residência, está proibido de receber visitas sem prévia autorização judicial e de ter contato com os investigados nos inquéritos dos atos antidemocráticos e das fake news. Silveira foi detido em flagrante por crime inafiançável, após publicar um vídeo com ataques ao STF. Ele é alvo do inquérito que investiga ataques aos ministros do tribunal.

Muitos concordam e outros discordam da posição tanto do STF como de Silveira, mas o imbróglio continua. As redes sociais seguem fervendo diante dos últimos acontecimentos políticos. Fato!