A definição de "isolamento social" seria; falta de contato interação sustentada com indivíduos ou instituições que representam a sociedade predominante".

A definição de Wilson para isolamento social chega bem perto do que estamos passando na atualidade, mas se caso quiséssemos empreender uma observação ao longo da História, será que veríamos uma situação diversa daquilo que passamos hoje?

A resposta é sim! Apesar de termos cuidados e precauções semelhantes aquelas vividas por nossos antepassados na época da gripe espanhola, poderíamos encontrar outros casos de isolamento social onde a questão principal ou motivacional não fosse uma epidemia ou pandemia.

Na Idade Média, por exemplo, diversos membros da Igreja Romana procuravam a elevação de sua condição espiritual buscando uma vida reclusa no interior dos mosteiros. Na Grécia Antiga, os instrumentos da democracia ateniense poderiam condenar um cidadão ao exílio por até dez anos (se este fosse uma ameaça a ordem política).

No âmbito coletivo, o isolamento social também atingiu grupos sociais que tinham suas liberdades restringidas. Durante o processo de colonização da África do Sul, as autoridades inglesas adotaram uma política de isolamento socialmente conhecida pelo nome de “apartheid”. Medida segregativa que previa uma série de leis que visavam impedir que os indivíduos negros tivessem algum tipo de contato com qualquer pessoa de descendência européia ou branca.

Os fatores explicativos e as implicações dos diferentes processos de isolamento social podem ter características completamente diversas. A história fará uso desse momento em sua busca infinita para contar nossa história. 

A ciência histórica contará a intrigante situação de pandemia que vem ocorrendo em uma época em que, de acordo com muitos pensadores, vivemos em um “mundo globalizado” marcado pelos ditames da chamada “era da informação”, mas que eu chamaria com propriedade de "era da controvérsia informativa" ficou até bonito, mas na verdade seria justo chamar de "era da desinformação", por conta do crescimento de notícias falsas e teorias conspiratórias que mesmo não parecendo absurdas e completamente equivocadas, mostram a capacidade humana em gerar conflitos e caos. Uma verdadeira transgressão espontânea. Dessa forma, a sociologia também poderá buscar na história uma visão sobre o tempo e determinada situação em que vivemos. A geração Alpha acaba por presenciar seu primeiro grande evento histórico mundial.