Existem várias vertentes do liberalismo, ligadas, dentre outras, ao pensamento econômico, ao político, ao direito. Todas elas se baseiam na defesa de determinadas liberdades. Na área econômica, por exemplo, desde o século 17, na Inglaterra, ganhou força a ideia do livre-comércio, dando origem ao liberalismo econômico. No âmbito político, os pressupostos liberais se formaram no contexto do iluminismo. Enfatizava-se então o indivíduo como entidade principal da sociedade, dotado de determinados direitos naturais inalienáveis. O governo teoricamente deve ser representativo, regido por uma Constituição e com poderes divididos em diferentes esferas (executivo, legislativo, judiciário), de forma a evitar o poder arbitrário dos governantes.