Nosso blog é voltado aos temas históricos do Brasil e do mundo, mas como blog educador, não podemos nos calar diante desta nova moda que surgiu nas escolas, onde em um vídeo divulgado nas redes sociais, nascia o desafio da rasteira. No vídeo três meninos pulam ao mesmo tempo e o que está no meio cai e bate a cabeça no chão. As imagens viralizaram rapidamente, tomando conta dos grupos de Whatsapp e têm preocupado muitos pais e educadores.

O desafio também foi divulgado na rede social emergente Tik Tok, a rede social é focada no público infantil e adolescente e é grande propagadora de “brincadeiras” como esta. Em uma versão da brincadeira divulgada no Tik Tok, uma adolescente de 16 anos morreu ao bater a cabeça no chão no ano passado.


Se você ainda não está ciente dessa nova “moda” nas escolas fique atento. Trouxemos algumas dicas para você e sua família:

O PAPEL DA FAMÍLIA - As famílias devem orientar as crianças sobre esse tipo de brincadeira, alertar para os riscos da queda e os perigos dos desafios que são divulgados nas redes sociais, pois tal atitude pode colocar em risco os amigos. A suposta brincadeira além de péssimo gosto, é extremamente perigosa. Os pais precisam ficar de olho nos conteúdos que seus filhos estão visualizando na web, bem como seu comportamento na escola. A escola é o ambiente onde infelizmente eles colocam em prática as novas modas da web. Trabalhar em conjunto com a escola é de uma importância para a identificação dessas perigosas modas impostas pelas redes sociais. Uma dica importante aos pais – O Tik Tok possui um espaço para que os pais comentem e apontem problemas.

O PAPEL DA ESCOLA - A escola também é responsável. Seu principal papel nesse tipo de questão é alertar pais e alunos sobre os perigos desses desafios, também orientando todos os funcionários. Estes, precisam saber, identificar e coibir esse tipo de brincadeira em meio as crianças. Família e escola devem convergir para ter sucesso.

UMA BOA CONVERSA - Nada é tão eficaz quanto o diálogo e a presença da família na vida das crianças. Em vários momentos do dia, crianças brincam em locais longe dos olhos dos pais. como em áreas comuns de condomínios. É preciso manter os olhos bem abertos e o diálogo em dia, isso tornará a criança mais conscientes dos riscos que podem correr. Também é importante abordar a questão dos conteúdos da internet.