Uma pauta que tem agitado o Planalto é a recriação do Ministério da Segurança Pública. O presidente Jair Bolsonaro falou sobre uma eventual recriação do extinto ministério. A pasta, que fazia parte do governo do ex-presidente Michel Temer, foi extinta por Bolsonaro e anexada ao Ministério da Justiça, comandado por Sergio Moro.

Na última quarta, o presidente recebeu de uma comitiva de secretários estaduais de segurança a sugestão de retorno da pasta. Na saída do Alvorada, Bolsonaro afirmou que, caso decida recriar o Ministério da Segurança Pública, o ministro Sérgio Moro permanecerá à frente da pasta da Justiça.

"Se for criado, daí ele fica na Justiça. O que era inicialmente. Tanto é que quando ele foi convidado, não existia ainda essa modulação de fundir com o Ministério da Segurança", disse Bolsonaro.

SOBRE A CONTRARIEDADE DE MORO - Bolsonaro disse ser "lógica" a contrariedade do ministro à medida, mas que o tema será "estudado" com os ministros do governo. O presidente ainda quer ver a reação de outros setores da sociedade sobre o assunto.

"Isso é estudado, estudado com Moro, lógico que o Moro deve ser contra. Estudado com os demais ministros. O Rodrigo Maia (presidente da Câmara) é favorável a criação da Segurança, acredito que a Comissão de Segurança Pública, como trabalhou no passado, também seja favorável. Temos que ver como se comportam esses setores da sociedade para poder melhor decidir", argumentou o presidente.

E você, o que acha sobre a recriação do Ministério da Segurança Pública?