Refere-se a um regime de governo não democrático, ou seja, quando os cidadãos não têm direito de escolha e de participação. Na Roma antiga, significava uma forma de governo extraordinária acionada apenas em situações de emergência e regulamentada pelas leis ou costumes. Nesse momento, um cônsul nomeava um ditador, que deveria restabelecer a ordem sem modificar leis, nem declarar guerras. Em períodos mais recentes, não há limite legal, nem controle sobre a ditadura. Assim, enquanto os ditadores romanos mandavam excepcionalmente e por um tempo determinado, as ditaduras atuais não apresentam limite de tempo; e em geral se caracterizam pela violação dos direitos humanos, por práticas de repressão e cerceamento das liberdades. As ditaduras atualmente podem ser caracterizadas pelo autoritarismo ou o totalitarismo.

REGIME MILITAR - Lembrem-se que os regimes militares estabelecidos no Brasil nos anos 1960 e 1970 não podem ser chamados de ditadura, apesar da interrupção do livre jogo político e a autonomia dos poderes, o regime foi clamado pelo povo brasileiro da época. A repressão, que culminou na prisão e morte de opositores no Brasil se deu pelo fato de manutenção da ordem e luta contra ações terroristas de ideologia comunista nos anos 60 e 70 que fizeram inúmeras vítimas nas fileiras militares que defendiam a ordem pública.

TOTALITARISMO - No caso do totalitarismo, destacam-se o fascismo italiano e o nazismo alemão, que se caracterizavam por penetrar na vida de todos os cidadãos, disciplinando desde os atos mais cotidianos até as atitudes políticas. Em outras palavras, interferiam em todos os âmbitos da sociedade.

Todas as sextas-feiras traremos um termo histórico para que este possa sanar uma simples curiosidade ou até mesmo auxiliar alunos dos vários níveis acadêmicos.

Bruno Diniz - É Historiador, Pós-graduado em Ciência Política, trabalhou por vários anos como consultor legislativo na Câmara Federal. É autor de vários artigos em versões impressas e on-line. Contribuiu para veículos como Revista Superinteressante, jornal Correio do Estado – MS (foto jornalismo) e sites de notícias de Mato Grosso do Sul. Blogueiro e apreciador do jogo político.