O natal vem chegando, e apesar de ser cristão e não acreditar em Papai Noel, eu fui criança (claro!) e como tal, assistia a TVS (posteriormente viraria SBT) onde era exibida uma animação que ficou muito conhecida no Brasil como "A rena do nariz vermelho", uma obra fictícia a respeito de uma rena cujo nariz era vermelho e incandescente. A luminosidade de seu nariz era tão grande que iluminava o caminho do trenó do Papai Noel através das tempestades do rigoroso inverno natalino.

Rudolph surgiu pela primeira vez em 1939 num dos livretos escritos por Robert L. May  Em 1964 virou animação sendo novamente produzido em 1998 como desenho animado. A obra infantil é de propriedade da The Rudolph Company, L.P. e foi adaptada em diversas formas, incluindo uma canção popular, um especial de televisão e sequências, e um longa-metragem e sequências. Em muitos países, Rudolph tornou-se uma figura do folclore natalino.

Feito com a tecnologia Stop-Motion – Em inglês ou quadro-a-quadro em tradução para o português, trata-se de uma técnica de animação muito usada com recursos de uma máquina fotográfica ou de um computador. Utilizam-se modelos reais em diversos materiais, o mais comum a massa de modelar. No cinema o material utilizado tem de ser mais resistente e maleável visto que os modelos precisam durar meses devido a extensa duração de um filme. São necessários aproximadamente 24 quadros para criar um segundo de animação. Dependendo do processo, são tiradas até 600 fotos ou mais de cada personagem. Esses quadros são posteriormente montados em uma película cinematográfica, criando a impressão de movimento. Nessa fase, podem ser acrescentados efeitos sonoros, como fala ou música.

Em todos os natais da minha infância me vem à lembrança deste filme de animação, todas as vezes que passava eu assistia (o SBT repetia bastante no Natal) e nunca me cansava. O tempo passou, e ter uma cópia em boa qualidade deste clássico é praticamente impossível! Por isso, estou disponibilizando o filme completo para que você possa assistir esta obra em sua casa.   Acredito que já faz um bom tempo que você não assiste, talvez nem o SBT exiba mais o filme.

CURIOSIDADES DO FILME - A animação foi filmada no Japão e as vozes e canções foram gravadas no Canadá.

Alguns personagens são os brinquedos defeituosos que vivem exilados em uma ilha. Porém um deles, uma boneca, não tem nenhum defeito aparente. Após anos de debates a respeito, os produtores resolveram explicar: o defeito dela seria psicológico, ela achava que ninguém a amava.

O final original esquecia desses brinquedos. Depois de uma grande campanha de cartas reclamando disso, um novo final foi adicionado em 1965, mostrando Papai Noel resgatando-os e encontrando novos lares para eles.

Em novembro de 2007 os dois bonecos originais remanescentes (várias cópias de cada um foram utilizadas nas filmagens) excursionaram os EUA. Um fã arrematou-os em leilão e descobriu o péssimo estado em que estavam: a rena estava sem o nariz e papai noel tinha mofo embaixo da barba. Ele levou-os a uma empresa especializada que consertou os bonequinhos cobrando a bagatela de US$ 4.000,00 pelo serviço.

Os bonecos eram feitos de madeira, arame e tecido e custaram em 1964 cinco mil dólares cada. O nariz de Rudolph acendia de verdade.

Quer possuir uma cópia do filme? Envie um email para eunahisttoria@gmail.com solicitando sua cópia grátis desta linda e saudosa animação.