No final dos anos 70 e início dos anos 80, estacionava em algumas cidades satélites carentes do Distrito Federal, uma carreta muito diferente. Ela trazia mais de doze toneladas de gêneros alimentícios e produtos de limpeza, geralmente uma vez por semana a carreta encostava em um determinado local em uma das cidades (Na Candangolândia ficava onde hoje é a praça da bíblia e o salão comunitário) e vendiam produtos a preços acessíveis, pois a população das regiões onde a carreta estacionava, geralmente não tinham condições financeiras nem meios de se deslocaram aos mercados com preços altíssimos da redondeza (O Carrefour Sul era um dos principais mercados da época), produtos como arroz, feijão, macarrão, enlatados e muitos outros básicos eram vendidos no famoso COBAL Mercado Volante. Uma carreta que trazia a esperança de abastecer as humildes despensas dos trabalhadores do DF e de todo o Brasil.

A COBAL...
A Companhia Brasileira de Alimentos – COBAL foi criada pelo governo João Goulart em 1962. Fazia parte dos programas sociais de abastecimento com comercialização de gêneros alimentícios a preços populares, atendendo principalmente famílias de baixa renda. O programa permaneceu até meados da década de 80.

Minhas lembranças...
Quando criança, ia até o mercado volante e lembro-me de como era por dentro. Um corredor com gôndolas de produtos ladeava todo o interior da carreta. Legumes e verduras eram colocados ao fundo, um imenso calor era sentido no interior, na saída ficavam os caixas, um ou dois, dependendo do tamanho da carreta. Formavam-se enormes filas no exterior da carreta, pois em seu interior o corredor era estreito e não cabiam muitas pessoas fazendo suas compras ao mesmo tempo. Quem chegava cedo e esperava a abertura do mercado volante, pegavam os melhores legumes e verduras. Era o meio que muitas famílias tinham para repor os mantimentos nos lares.

A COBAL pode representar para algumas pessoas o isolamento dos menos favorecidos ou o símbolo latente da desigualdade do país, mas para muitos foi a tábua de salvação quando os salários não podiam garantir o alimento nas mesas dos brasileiros. Para mim era uma diversão ver a carreta ali na praça, hoje tenho noção de sua importância naquele momento. Muitas famílias foram ajudadas por este programa.